As contribuições das ordens e congregações religiosas para a educação da infância no Brasil nos séculos XIX e XX: Uma análise das produções científicas

Resumen

O presente trabalho apresenta os resultados parciais da pesquisa “As contribuições das ordens e congregações para a educação da infância na Amazônia”. O referido trabalho pretende investigar quais ordens e congregações religiosas mais se evidenciaram no âmbito da Educação Brasileira nos séculos XIX e XX, e suas contribuições para a educação da Infância do Brasil naquele período. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é identificar as ordens e congregações religiosas que desenvolveram o trabalho de amparo e educação das crianças no período investigado no território nacional a partir das produções acadêmicas nos Programas de Pós-Graduação em Educação e destacar as colaborações das referidas ordens e congregações junto a História da Educação e da Infância do país a partir de dissertações e teses dos Programas de Pós-Graduação em Educação. O procedimento metodológico do estudo adotou a pesquisa bibliográfica a partir de um levantamento de trabalhos acadêmico-científicos como teses e dissertações produzidas nos programas de Pós-Graduação em Educação a respeito da referida temática, e a pesquisa por tais produções foi efetuada no banco de dissertações e teses no portal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES). Concluído o levantamento das produções, os resultados revelaram que ordens masculinas e femininas chegaram ao Brasil nos séculos XIX e XX nos estados do Pará, Maranhão, Minas Gerais e Rio Grande do Sul exerceram importante papel a assistência, proteção e educação da Infância.

Biografía del autor/a

Tayana Helena Cunha Silva, Universidade Federal Do Pará, Belém, Brasil

Mestre e doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Pará, vinculada a linha Educação, Cultura e Sociedade (2020). Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará (2017). Integra o grupo de pesquisa Constituição do Sujeito, Cultura e Educação (ECOS) pesquisando sobre Instituições educativas, História da Infância e assistência e proteção a Infância na Amazônia. Atualmente, sua pesquisa de doutorado está relacionada ao ensino secundário e suas práticas educativas na segunda república brasileira.

Laura Maria Silva Araújo Alves, Universidade Federal Do Pará, Belém, Brasil

Bacharel em Psicologia (1984) e Formação de Psicólogo (1986) pela Faculdade Integradas Colégio Moderno. É especialista em Educação e Problemas Regionais na Amazônia pela Universidade Federal do Pará (1988), Mestre em Letras na área da Linguística pela Universidade Federal do Pará (1998) e Doutora em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003). Realizou Doutorado Sanduíche na Universidade de Évora - Portugal (2000-2002). Pós-Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará no Programa de Pós-Graduação em Educação (2019-2020).

Citas

Bittencourt, F. P .F. (2016). Escola doméstica Nossa Senhora da Anunciação: a formação de meninas para servir a deus, a família e ao lar - Ananindeua/Pa (1949-1971) [Dissertação de mestrado]. Universidade do Estado do Pará, Belém, Brasil.

Callou, M. L. S. (2016). Instituto Pia Nossa Senhora das Graças: Assistência e Educação de Crianças Pobres, Órfãs e Abandonadas em Belém (1943-1975) [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal do Pará, Belém, Brasil.

Costa, B. G. (2014). A educação de meninas órfãs, desvalidas e pensionistas no asilo de Santo Antônio, no pastorado do Bispo D. Antônio de Macedo Costa em Belém–Pará: 1878–1888 [Dissertação de mestrado]. Universidade do Estado do Pará, Belém, Brasil.

Gil, A. C. (2008). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social (6a. ed.). São Paulo, Brasil: Atlas.

Lage, A. C. P. (2011). Conexões Vicentinas: particularidades políticas e religiosas da educação confessional em Mariana e Lisboa oitocentistas [Tese de doutorado]. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil.

Oliveira, C. V. (2017). Instituto Santa Catarina de Sena: incursões educativas na formação de meninas em Belém do Pará (1903-1960) [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal do Pará, Belém, Brasil.

Pessoa, C. P. (2013). A obra educacional dos irmãos de Nicollet em Guimarães- MA (1955-1965) [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal do Maranhão, São Luís, Brasil.

Pimenta, A. S. F. (2012). Educação de meninas no Orphelinato Paraense [Dissertação de mestrado]. Universidade do Estado do Pará, Belém, Brasil.

Pinheiro, W. da C. (2017). O Instituto Orfanológico do Outeiro: assistência, proteção e educação de meninos órfãos e desvalidos em Belém do Pará (1903-1913) [Tese de doutorado]. Universidade Federal do Pará, Belém, Brasil.

Rabelo, G. (2007). Entre o hábito e o carvão: Pedagogias missionárias no sul de Santa Catarina na segunda metade do século XX [Tese de doutorado]. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil.

Sabino, E. B. (2012). A Assistência e a Educação de Meninas Desvalidas no Colégio Nossa Senhora do Amparo na Província do Grão-Pará (1860-1889) [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal do Pará, Belém, Brasil.

Severino, A. J. (2007). Metodologia do trabalho científico (23a. ed.). São Paulo, Brasil: Cortez.

Silva, T. H. C. (2020). Práticas Educativas das congregações Filhas de Sant’ana e Irmãs de Santa Doroteia na formação de mulheres em Belém do Pará (1906-1927) [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal do Pará, Belém, Brasil.

Publicado
2018-11-05
Cómo citar
Cunha Silva, T. H., & Silva Araújo Alves, L. M. (2018). As contribuições das ordens e congregações religiosas para a educação da infância no Brasil nos séculos XIX e XX: Uma análise das produções científicas. Anuario Mexicano De Historia De La Educación, 1(1), 95-102. https://doi.org/10.29351/amhe.v1i1.235